Datas especiais


Fiz 30 anos hoje, sou uma mulher balzaquina. Para quem não sabe, o termo “mulher balzaquina” passou a ser utilizado para se referir às mulheres de 30 – isso ocorreu após a publicação do livro “A mulher de 30 anos” do francês Honoré de Balzac no século XIX.  Esses dias vi numa livraria e quase comprei, mas com tanta coisa pra ler do mestrado, desisti.  Bom, ainda não li o livro, mas acho que chegou a hora. rs

Essa idade é tão temida. Sinceramente eu preferia continuar na casa dos vinte, mas claro, sendo a pessoa que sou hoje. Impossível, eu sei.  Claro que tenho muitas dúvidas sobre o modo como eu tenho lidado com a minha vida. Me perguntando sobre as minhas escolhas, as minhas expectativas, meus anceios… Acho que penso muito.  Mas é fato,  fiz as minhas escolhas com o que eu era, com o que eu tinha… hoje talvez, teria feito algumas coisas diferentes, mas tenho certeza que isso aconteceria justamente por causa da experiência que tenho agora – simplismente porque aprendi através daquelas situações. É um pouco contraditório, eu sei.

Com trinta anos me importo menos com algumas coisas, acho outras indispensáveis. Mas engraçado, ontem eu tinha 29, hoje já tenho 30. Nem doeu e aparentemente nada mudou. Mas daqui para frente, muda… pelo menos dizem que muda. Eu não sei, mas isso só vou saber vivendo. Queria fazer uma tatoo para marcar essa nova fase. Uma ruptura. Afinal, sempre fui tão certinha. Ainda estou pensando… é, eu penso demais. Mas acho que hoje consigo saber o que eu não quero pra mim… e isso, já é importante, mesmo sabendo que o querer ainda é incerto. Vivo uma fase diferente de todas que eu já vivi até aqui, disso não tenho dúvidas, isso me assusta um pouco, não nego. Mas eu só quero ser feliz… disso não tenho dúvidas. Espero que esteja preparada para viver essa nova fase.

De repente viver ficou tão urgente! Daqui pra frente… eu só quero “saber viver”

Charles Chaplin em “Quando me amei de verdade”,  minha inspiração para hoje:

natal

Que Deus esteja com todos!!! Um beijo, Sandra

Hoje foi meu aniversário… mais um! Esse dia teria tudo para ser como qualquer outro dia, mas engraçado, não foi! Fiquei me perguntando então, o que o fez ficar especial??? O que faz os aniversários serem especiais?

O dia foi ensolarado, lindo! Parece que tudo sorria para mim… mas não foi só por isso que foi especial. Nem tão pouco porque foi o meu aniversário, embora esse tenha sido o motivo para tantas mensagens, telefonemas, presentes, surpresa…

Ele foi especial porque as pessoas ao meu redor o deixaram assim! (mais…)

Flor, feliz aniversário!!!

Para você essa música…

Nando Reis fez para a filha dele, se eu fosse uma compositora, cantora, poetisa ou algo do tipo faria uma só para vc! Essa música me lembra você e a Li que trouxeram alegria, barulho e vida para os nossos dias!

super beijo da tata que te ama,