Agora doí a cabeça. Muito! Desde de sexta, sem parar. Mas a dor foi chegando devagar, começou na segunda e  foi aumentando… mas já estava doendo, o coração já dava sinais de desapontamento, de angustia.
Mas o coração também doí ainda mais agora… chora. Certamente é um reflexo de tudo que estou vivendo e de todas as coisas que gostaria de mudar… que preciso tentar mudar. Mas que tenho medo. Talvez porque essas mudanças não dependem de mim, porque mudar a atitude das pessoas é difícil… falar abertamente do que incomoda, do que doí não é necessariamente uma coisa que gostamos de fazer. Mas não dá pra fugir. Mas tenho medo de ferir ainda mais corações que já estão despedaçados, destroçados, machucados… Mas para curar, a ferida precisa sangrar e só depois cicatrizar. Espero que ainda seja possível…

Anúncios