A responsabilidade é nossa. Nós assumimos os compromissos morais que desejamos. Devemos evitar o fracasso e vencer os obstáculos. O arrependimento é um sentimento doloroso de desencanto. A verdadeira felicidade consiste em vencermos as lutas interiores. Quando nos propomos à realização de algo bom, sabemos que fatalmente teremos que lutar contra as nossas próprias fraquezas e com o ambiente que criamos, no qual nos habituamos a viver no passado e que nos torna agradável a permanência nas coisas imediatistas. Sempre que lutamos contra o tédio e seguimos o desejo de alimentar nosso espírito aprimorando-o, satisfazendo-lhe a sede de elevação, encontramos nossos vícios e fraquezas com mais frequência, sofrendo-lhe as tentações. Vencê-los é trabalho nosso. Quando conseguimos, sentiremos despontar uma nova luz dentro de nós. Nos tornaremos mais felizes.”

 * Zibia M. Gasparetto pelo espírio Lúcius – O morro das ilusões *

Anúncios