Quando criei o blog queria escrever, me expressar.  Gosto  de escrever, sempre gostei! Não que escreva bem, isso não, tenho consciência disso. Mas sempre escrevi para me sentir melhor, para ser uma pessoa melhor, para entender o que estava ao meu redor. Às vezes não entendia, mas isso não tinha importância porque algumas coisas não precisam ser entendidas.

Você pode estar se perguntando, onde foram parar essas palavras. Nem sei que rumo dei a elas… se perderam entre meus cadernos, meus livros, meus sonhos. Mas sei que a essência delas estão comigo. 

Acho que aprendemos, que crescemos, enfim, que nos tornamos pessoas melhores por diversos fatores. No meu caso, as palavras… sim, elas foram fontes de crescimento, de vida, de aprendizado, de consolo!

Mas engraçado, quase não tenho escrito aqui.  Talvez porque eu queira me esconder. Me esconder de mim, me esconder de tudo, me esconder do mundo!

Meus dias estão totalmente tomados de coisas para fazer, preencho cada minuto na vã esperança de que essa seja a solução.

Sim, eu queria uma solução. Queria afastar de mim esse sentimento porque ele não deve existir mais, eu decidi isso. Racionalizei tudo, agi como deveria (eu acho!). Segui o que achava certo. Mas porque o coração não entende isso? Porque ele insiste em cultivar esse sentimento? Acho que não somos donos dos nossos sentimentos… às vezes, nos tornamos priosioneiros deles.

O tempo… sim eu sei, ele se encarrega de tudo!

Sabe de uma coisa, não quero esquecer porque isso faz parte de mim, da minha história. E é bom ter uma história. Mas queria deixar de sentir! Porque sentir… não sei, não faz mas sentido!

Anúncios