imagem11.jpgMe apaixonei pelo livro, uma bela história. Simples, intrigante e apaixonante… ainda estou encantada! ^ ^

Alguns trechos…

“Quando a razão é capaz de entender o ocorrido, as feridas no coração já são profundas demais” — Zafón, C. R. In: A sombra do vento. p.33 –

 “Este lugar é um mistério, Daniel, um santuário. Cada livro, cada volume que você vê, tem alma. A alma de quem o escreveu, e a alma dos que o leram, que viveram e sonharam com ele. Cada vez que um livro troca de mãos, cada vez que alguém passa os olhos pelas suas páginas, seu espírito cresce e a pessoa se fortalece..” — Zafón, C. R. In: A sombra do vento. p.9 —

“Bea diz que a arte de ler está morrendo muito aos poucos, que é um ritual íntimo, que um livro é um espelho e só podemos encontrar nele o que carregamos dentro de nós, que colocamos nossa mente e alma na leitura, e que esses bens estão cada vez mais escassos” — Zafón, C. R. In: A sombra do vento. p.396 —
“De todas as coisa que Julián escreveu, aquela que sempre me pareceu mais próxima é a que diz que, enquanto os outros se lembram de nós, continuamos vivos” — Zafón, C. R. In: A sombra do vento. p.366 —
Anúncios